TV Poços
   
   
  Última atualização   25 de setembro de 2018 | 00:10:27
Contato

Encontro “Vivências Afro-brasileiras” debate cultura popular


Incluída em: 14/08/2018 | 23:10


A Secretaria Municipal de Educação realiza, até a próxima quinta-feira, 16 de agosto, a terceira edição do encontro “Vivências Afro-brasileiras”. Neste ano, o evento tem como tema “A cultura popular e o seu poder de transformar”. A extensa programação integra ações de formação de professores, atividades diferenciadas com os estudantes, momentos com grupos de capoeira e ativistas culturais, em diversos espaços como escolas municipais, Praça Pedro Sanches, Centro Cultural Chico Rei e Urca.

O projeto foi idealizado por Luiz Henrique de Souza, o Contramestre Kong, professor responsável pelo evento. No dia 16 de agosto, quinta-feira, acontece a culminância do “Vivências Afro-brasileiras”, no Espaço Cultural da Urca, das 8h às 15h, com cerimônia de abertura, palestra e “aulão” de capoeira, no Salão Norte, com o Mestre Renê Bittencourt, uma referência em cultura afro-brasileira e membro da Associação de Capoeira Angola Navio Negreiro (ACANNE). No período da tarde, os alunos demonstrarão suas habilidades no Festival de Vozes e Orquestras de Berimbau e nas finais do jogo de dentro nas rodas de capoeira. As unidades e os grupos que se destacarem serão premiados com troféus.

O Mestre Renê Bittencourt já está na cidade desde a última sexta-feira (10) desenvolvendo encontros no Centro Cultural Afro-brasileiro Chico Rei, na Praça Pedro Sanches e visitando escolas municipais que têm aulas de capoeira.

“Nesse ano, completamos 130 anos da abolição da escravidão no Brasil com a aprovação da Lei Áurea. No evento, vamos recordar esse passado de escravidão e também os desafios para a inserção dos afrodescendentes no Brasil e, ao mesmo tempo, observar como a cultura popular é importante para a resistência, identificação e valorização do povo brasileiro. E a capoeira é parte fundamental nisso”, destaca o coordenador do Centro de Referência do Professor, Cleiton Donizete Corrêa Tereza.

Ele ressalta que o evento, idealizado pelo professor Luizinho, tem parceria da Secretaria Municipal de Educação, especialmente via Autarquia Municipal de Ensino, sem a qual não seria possível a realização da iniciativa. “O Vivências já é, sem dúvida, a maior e mais importante ação da Secretaria Municipal de Educação para trabalhar com as leis que asseguram a necessidade e a importância de se considerar a história e a cultura afro-brasileira nos conteúdos escolares”, pontua.

“A ideia desse projeto surgiu a partir de uma aluna que expressou o desejo em aprender o berimbau. Essa foi a oportunidade de levarmos a musicalidade e a cultura tão ampla da capoeira para a educação. Então nesse momento viemos falar de todas as características que englobam essa cultura chamada capoeira, de uma maneira lúdica e passar todos os detalhes desta diversidade cultural e racial existentes no Brasil”, destaca o professor Luiz Henrique de Souza, o Contramestre Kong.

O evento tem apoio das secretarias municipais de Cultura e Esportes, Grupo de Capoeira do IFSULDEMINAS, Centro Cultural Afro-brasileiro Chico Rei e Associação de Capoeira Angola Navio Negreiro. Mais informações podem ser obtidas no site http://sites.google.com/view/vivenciasafrobrasileiras.

ACS/Prefeitura de Poços de Caldas
 

Pocos-Net 2017 3 Pocos-Net 2017 4 Pocos-Net 2017 5



ENQUETE

Sites Poços - Net | Anuncie | Central de Denúncias | Trabalhe na Rede Sulmineira de Provedores Ltda. | Política de Privacidade
© Copyright 1996-2013, Grupo Poços-Net - Todos os direitos reservados