Governo de Minas amplia ainda mais oferta de leitos na rede pública

Em mais uma ação de enfrentamento à pandemia para salvar vidas, o Governo de Minas Gerais abriu, nesta semana, mais 33 leitos de UTI nos hospitais da Fundação Hospitalar do Estado de Minas Gerais (Fhemig). A ação vem acompanhada da contratação de 31 profissionais entre médicos e técnicos de Enfermagem.

Deste total de leitos, 19 de UTI adulto foram abertos no Hospital Júlia Kubitschek, e dez unidades, também para adulto, no Complexo Hospitalar de Urgência (CHU) do Hospital XXIII. O Hospital João Paulo Segundo recebeu quatro leitos de UTI infantil, com a perspectiva de disponibilização de mais seis nas próximas semanas.

“O Governo de Minas está fazendo todos os esforços para ampliar o número de leitos, de profissionais de Saúde e insumos. Do ano passado até agora, ampliamos em mais de 100% as vagas em enfermarias e UTIs em todo o estado”, reforçou o governador Romeu Zema, por meio das redes sociais.

Zema alertou, ainda, sobre o momento de extrema gravidade da pandemia em Minas Gerais “Hoje, nosso maior gargalo é a falta de profissionais para acompanhar a velocidade da abertura dessas novas vagas. Por isso, faço um apelo a todos os mineiros. Por favor, respeitem o isolamento e mantenham os cuidados. Não deixem que o cansaço de mais de um ano de pandemia se transforme em tragédia”, disse. “Quem passa pela dor de perder um parente ou amigo sabe o quanto essa doença tem dilacerado nossos corações. Estamos em uma guerra, com perda de vidas diárias que ultrapassam a capacidade de atendimento disponível”, finalizou.

Ampliação de Leitos

Desde o início da epidemia da covid-19 no estado, o Governo de Minas, por meio da Secretaria de Estado de Saúde (SES-MG), realiza estudos assistenciais para a melhoria contínua do atendimento à população e já ampliou em mais de 90% os leitos na rede pública assistencial. Em fevereiro de 2020, Minas Gerais contava com 2.072 leitos de UTI covid-19 e 11.622 leitos de enfermaria. Atualmente a rede pública hospitalar conta com 4.364 leitos de UTI e 20.840.

Entre as diversas ações adotadas pelo Governo de Minas para enfrentamento ao coronavírus, está a aquisição de 1.047 respiradores, ao preço médio mais baixo do país. Isso permitiu a instalação de leitos de UTI, muitos deles em municípios que nunca tinham contado com unidades de terapia intensiva.

De forma antecipada, Minas garantiu a compra de 50 milhões de seringas agulhadas, além de 617 refrigeradores. Mais de 21 milhões de seringas agulhadas já chegaram ao estado.