Ministério da Saúde lança APP para conscientização sobre o Corona Vírus

O que é?

O Ministério da Saúde lançou o app Coronavírus-SUS, com o objetivo de conscientizar a população sobre o Coronavírus COVID-19.

Para isso, o aplicativo conta com as seguintes funcionalidades:

– Informativos de diversos tópicos como os sintomas, como se prevenir, o que fazer em caso de suspeita e infecção e etc;

– Mapa indicando unidades de saúde próximas;

– Em caso de suspeita de infecção, o cidadão pode conferir se os sintomas são compatíveis com o do Corona, e caso sejam será instruído e encaminhado para a unidade de saúde básica mais próxima;

– Área de notícias oficial do Ministério da Saúde com foco no Coronavírus.

Qualquer pessoa

Etapas para a realização deste serviço

Baixar o app Coronavírus-SUSO aplicativo Coronavírus-SUS está disponível para celulares com sistema operacional ANDROID (Google Play) e IOS (App Store).

 Aplicativo móvel :  Google Playhttps://play.google.com/store/apps/details?id=br.gov.datasus.guardioes&hl=pt_BR

 Aplicativo móvel :  App Storehttps://apps.apple.com/br/app/coronav%C3%ADrus-sus/id1408008382

TEMPO DE DURAÇÃO DA ETAPA Não estimado ainda

Outras Informações

Quanto tempo leva?

Não estimado ainda
Este serviço é gratuito para o cidadão.

Para mais informações ou dúvidas sobre este serviço, entre em contato Ministério da Saúde

Mais informações: Organização Pan-Americana da Saúde
Este é um serviço do Ministério da Saúde .

Em caso de dúvidas, reclamações ou sugestões favor contactá-lo.

Tratamento a ser dispensado ao usuário no atendimento

O usuário deverá receber, conforme os princípios expressos na lei nº 13.460/17, um atendimento pautado nas seguintes diretrizes:

Urbanidade;

Respeito;

Acessibilidade;

Cortesia;

Presunção da boa-fé do usuário;

Igualdade;

Eficiência;

Segurança; e

Ética.


Informações sobre as condições de acessibilidade, sinalização, limpeza e conforto dos locais de atendimentoO usuário do serviço público, conforme estabelecido pela lei nº13.460/17, tem direito a atendimento presencial, quando necessário, em instalações salubres, seguras, sinalizadas, acessíveis e adequadas ao serviço e ao atendimento.


Informação sobre quem tem direito a tratamento prioritárioTêm direito a atendimento prioritário as pessoas com deficiência, os idosos com idade igual ou superior a 60 anos, as gestantes, as lactantes, as pessoas com crianças de colo e os obesos, conforme estabelecido pela lei 10.048, de 8 de novembro de 2000.

fonte: https://www.gov.br/pt-br/servicos/obter-informacoes-atualizadas-sobre-o-corona-virus-covid-19#anchor1