Projeto de cricket incentivado pela Alcoa atende mais de 500 crianças

Desenvolvido pela Associação Brasileira de Cricket em Poços de Caldas, o projeto durou 14 meses e teve o apoio da Alcoa por meio da Lei Federal de Incentivo ao Esporte

Depois de 14 meses de atividades, a primeira etapa do projeto Desenvolvendo o Cricket chega à reta final, com um excelente resultado. Foram atendidas 572 crianças em cinco núcleos de quatro bairros, sendo dois da Zona Sul, vizinho à Fábrica da Alcoa. “Isso só se tornou possível graças ao apoio que recebemos, entre eles, o da Alcoa, por meio da Lei Federal de Incentivo ao Esporte, a quem agradecemos muito”, destaca Matt Featherstone, coordenador e presidente da Associação Brasileira de Cricket, entidade que desenvolve o projeto na cidade. “Essa parceria com a Alcoa nos permitiu receber R$ 283 mil, ajudando a expandir o nosso trabalho e levar o esporte a mais crianças, com toda a infraestrutura, como equipamentos adequados e uniformes. Para 80% dessas crianças foi o primeiro contato com o cricket de forma estruturada”.

Nesses 14 meses – de março de 2019 a junho de 2020 – o projeto cumpriu seus objetivos e metas. “Conseguimos realizar quase todas as atividades, entre elas, quatro festivais, com o objetivo de integrar os participantes dos cinco núcleos, que tiveram a participação recorde de 250 jogadores por evento”, conta Matt. “Só não conseguimos promover o Campeonato entre os alunos do projeto, devido à pandemia, mas não cancelamos, apenas adiamos para quando a vida voltar ao normal”.

Esta foi a segunda vez que a Alcoa apoiou um projeto da Associação Brasileira de Cricket. Em 2018, e entidade foi beneficiada com um ACTION (ação comunitária), que garantiu à instituição a doação de R$ 10 mil, recursos do Instituto Alcoa.

“Desde que iniciamos as nossas operações em Poços de Caldas, estamos comprometidos em ajudar a transformar a vida da nossa comunidade e o esporte é uma ferramenta poderosa de inclusão social e de formação das nossas crianças”, destaca Walmer Rocha, gerente de Operações da Unidade da Alcoa em Poços de Caldas. “Ficamos muito felizes e orgulhosos com a aprovação do projeto do cricket para ser beneficiado pela Alcoa Brasil por meio da Lei Federal de Incentivo. Este é um esporte que está crescendo muito na nossa cidade e fazendo a diferença entre crianças e jovens, contribuindo para formar mais do que atletas, mas acima de tudo, cidadãos, graças aos valores desse esporte, como respeito, honestidade, dedicação, disciplina e trabalho em equipe”.

Sobre o cricket em Poços de Caldas

Os primeiros passos do cricket em Poços de Caldas começaram a ser dados em 2011, com o desenvolvimento de um projeto na Casa do Menor Dr. Ednan Dias. Em nove anos, o cricket passou a ser o esporte que mais cresce na cidade e ganhou até um campo próprio para treinamento, no Parque Ecológico da Zona Sul. Hoje, por meio da Associação Brasileira de Cricket, são desenvolvidos atividades em vários bairros da cidade, com a participação de mais de 3.500 crianças e jovens, a maioria de famílias carentes ou em situação de risco social. As equipes formadas no projeto têm se destacado em torneios no país e internacionais.

O projeto ainda oferece um programa universitário que é uma das maiores histórias de sucesso da organização, com 12 jovens carentes que frequentam a universidade, sendo os primeiros de suas respectivas famílias.

Sobre a Alcoa

Líder mundial em produtos de bauxita, alumina e alumínio, a Alcoa foi construída sobre uma base de valores sólidos e excelência operacional, operando com inovação desde a revolucionária descoberta que fez do alumínio uma parte vital e acessível da vida moderna, há 131 anos. A Companhia segue impulsionada pelos seus valores “Agir com Integridade”, “Trabalhar com Excelência” e “Cuidar das Pessoas”.

No Brasil, a Alcoa possui três unidades produtivas, em Poços de Caldas (MG), São Luís (MA) e Juruti (PA), escritórios em São Paulo (SP), Poços de Caldas (MG) e Brasília (DF), além de participação acionária na Mineração Rio do Norte (MRN) e em quatro usinas hidrelétricas: Machadinho, Barra Grande, Serra do Facão e Estreito.

Uma das turmas dos cinco núcleos do projeto Desenvolvendo o Cricket, em Poços de Caldas

Fonte: ALCOA